FORMAÇÃO

 

A AMETIC está no mercado português desde Março de 1998. A sua génese está ligada à prestação de serviços de qualidade em cuidados de saúde, apoio domiciliário e colocação de equipas de pessoal especializado em instituições da área da saúde e está

Como resultado da longa experiência dos técnicos que compõem as nossas equipas, implementamos um conceito de “Saúde” abrangente onde a prevenção, o lazer e o bem-estar são partes importantes do todo que resulta nos cuidados de saúde.

O Plano de Formação da AMETIC para 2013 visa proporcionar às suas equipas e ao público em geral um conjunto de acções no âmbito da Saúde.

A AMETIC possui vasta experiência na área da Formação e está devidamente certificada para a área da formação desde 2001, estando acreditada pela DGERT (Proc. 3010).

Folheto de Formação 2013

Ficha de inscrição

Programa das Formações

09h00 | 10h45 Sessão da Manhã I

10h45 | 11h00 Intervalo

11h00 | 12h30 Sessão da Manhã II

 

12h30 | 14h00 Almoço

 

14h00 | 16h15 Sessão da Tarde

16h15 | 16h30 Intervalo

16h30 | 19h00 Sessão da Tarde II

 

Destinatários

Profissionais e interessados na área da Saúde.

 

INSCRIÇÕES LIMITADAS

 

Custo

25€ por formação modular

150€ FECI (pronto pagamento)

 

 Local

Complexo Sta. Bárbara
Rua de Sta. Bárbara, 93
2530-740 Lourinhã

————–

 

20 Abril (sábado)

5. I. RELACIONAMENTO INTERPESSOAL (NO LOCAL DE TRABALHO E EM CONTEXTO SOCIAL)

II. BEM ESTAR PESSOAL– PSICODRAMA

Carla Gonçalves

I. Cada vez mais é importante sabermos relacionar-nos com o outro. Esta aprendizagem traz-nos muito suces-so pessoal e profissional. Estimulando as Relações Interpessoais todos saímos a ganhar, a empresa em forma de produtividade e os colaboradores em forma de autoconhecimento o que agrega valor em sua car-reira e em sua relação com a família e a sociedade.

II. Optimize o seu bem estar e realização pessoal através de uma psicoterapia de grupo– Psicodrama.

 

 

23 Maio (5º f)

6. MOBILIZAÇÃO DE ACAMADOS— FECI 5

André Santos e EnfªAna Patricia

Conheça as técnicas para a mobilização de doentes acamados de maneira a proporcionar conforto e pro-teger a integridade física nas posições para comer, ver televisão, descansar, higiene, etc., bem como prevenir úlceras de pressão. Proteja também a sua própria saú-de através de posturas corretas aquando da mobiliza-ção.

 

 

22 Junho (sábado)

7. ENTENDER O UTENTE A NÌVEL EMOCIONAL— FECI 5

Ana Teresa/ Carla Gonçalves

A pessoa com uma determinada doença não deixa de ser um cidadão a quem não se pode negar o direito a uma assistência adequada às suas necessidades nem privá-lo daquilo que faz transcender o sofrimento e o risco de perecer: a alegria, a esperança, o que se tra-duz no direito que a pessoa tem à partilha e ao amor do outro, condições que não se podem encontrar na solidão.

 

 

25 de Julho (5ª feira)

8. PATOLOGIAS EM GERIATRIA — FECI 5

Isabel Beltrão e Júlia Sousa

A Gerontologia é uma valência médica vocacionada para a saúde e bem-estar do idosos e responde às especificidades deste grupo etário. Nesta formação abordar-se-ão patologias características desta popula-ção, englobado doenças da comunicação perturbações psicossociais, perturbações funcionais, doenças somá-ticas e alterações psiquiátricas, entre outras.

 

 

28 de Setembro (sábado)

9. TRABALHAR EM EQUIPA MULDISCIPLINAR — FECI 5

Carla Gonçalves

Saber trabalhar em equipa traz vantagens positivas no rendimento profissional e bem-estar pessoal. Saiba como comunicar em grupo e resolver conflitos.

 

 

31 de Outubro (5ª f)

10. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL ( Q.E.) E APLICAÇÃO

NO TRABALHO — FECI 5

Carla Gonçalves

Organizações são formadas por pessoas, que são res-ponsáveis pelo crescimento e sucesso delas. No entan-to é preciso entender que as pessoas precisam estar motivadas, mas essa motivação pode também ser alcançada a partir do próprio indivíduo, quando sabe utilizar o seu Q. E. quando este sabe utilizar sua inteli-gência emocional.

 

 

23 de Novembro (sábado)

11. SABER LIDAR COM A MORTE

Carla Gonçalves

Saber lidar com o outro no confronto com a morte e auxiliar os processos de luto no idoso.

Data e local a combinar

 

12. FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO — FECI 5

Para a conclusão do FECI 5 é necessário a frequência, com aproveitamento, de 2 estágios de formação de 5 horas cada, em local e data a combinar individualmente.

 

 

10 Janeiro (5ª f)

1. DESENV. PESSOAL E SUCESSO PROFISSIONAL

Carla Gonçalves

Qual será a melhor postura do indivíduo numa sociedade altamente competitiva e em constante mutação? Será que podemos dar ao luxo de esperar que as coisas acon-teçam e sejamos bafejados pela sorte, ou devemos investir no desenvolvimento e assim melhorar o nosso bem –estar de êxito?

 

 

24 Janeiro (5ª f)

2. HIGIENE NAS INSTALAÇÕES, EQUIPAMENTOS E UTENSÍLIOS

HACCP

Os estabelecimentos de saúde devem ser mantidos em rigorosas condições de higiene, com estrita obser-vância das normas técnicas sanitárias, de controle de infecção e de biossegurança.

 

23 Fevereiro (sábado)

3. CUIDAR DE UM ACAMADO

I. CUIDADOS BÁSICOS

II. TRANSMISSÃO de AFETOS POSITIVOS — FECI 5

Carla Gonçalves

Conheça as normas básicas de higiene para lidar com acamados, técnicas, cuidados e materiais. Assim, como quais as metodologias na transmissão de emo-ções positivas, motivação e qualidade de vida ao aca-mado.

 

23 Março (sábado)

4. I. SUPORTE BÁSICO DE VIDA — FECI 5

II. COMO LIDAR COM UM DOENTE DE ALZHEIMER?

Cátia Félix / Carla Gonçalves

I. Em situação de acidente ou outros problemas de saúde, o conhecimento das normas básicas de suporte de vida podem fazer toda a diferença e salvar vidas. Conheça as principais dinâmicas de suporte básico de vida e os procedimentos adequados para cada situação.

II. O que é um doente de Alzheimer e como lidar com as mudanças de comportamento?

 

 

FECI – FORMAÇÃO ELEMENTAR PARA CUIDADORES INFORMAIS

Relativa à Unidade Modular “HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS” constituída pelos Módulos 3, 4, 6, 7, 8 , 9 e 11. A frequência das formações, mais os 2 estágios práticos de 5 horas cada, (total de 50h), atribui certificado oficial no âmbito do referencial de formação para Técnicos Auxiliares de Saúde da Agência Nacional para a Qualificação.